Guimarães. Hospital Senhora da Oliveira mantém excelência clínica

  • Publicado em Sociedade

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) divulgou os resultados da primeira avaliação de 2019 do projeto SINAS (Sistema Nacional de Avaliação em Saúde).

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães nota que, genericamente, continua a cumprir os indicadores avaliados pela ERS, concretamente na avaliação sobre excelência clínica. Sublinha-se o facto de manter a excelência clínica nas diversas áreas avaliadas, sendo também de destacar os resultados de excelência clínica de nível III (o mais elevado) nas áreas de Cirurgia de Ambulatório, Neurologia (diagnóstico de Acidente Vascular Cerebral) e na Obstetrícia (Partos e Cuidados Pré-natais).

Salienta-se que este sistema de avaliação permite a realização de um rating e não de um ranking, o que significa que determinada área avaliada só obtém o nível III, o mais elevado, se for significativamente melhor que os dos outros hospitais; como os resultados globais em Portugal têm vindo a melhorar, há vários serviços que só obtêm o nível II porque não há diferenças significativas entre os resultados dos diferentes serviços nacionais.

Em nota enviada às redacções, o Conselho de Administração do Hospital expressa publicamente o seu agradecimento no empenho dos seus profissionais, dado serem eles os determinantes para os bons resultados obtidos nesta avaliação.

A ERS refere que o SINAS «é um sistema de avaliação da qualidade global dos serviços de saúde, em Portugal continental. Visa facultar aos utentes informação, apresentada de forma clara e simples, sobre os níveis de qualidade disponíveis nos diversos estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde de Portugal. Este sistema garante o acesso dos utentes a informação adequada e inteligível acerca da qualidade dos cuidados de saúde nos diversos prestadores, promovendo a tomada de decisões mais informadas. Por outro lado, faculta aos prestadores uma ferramenta de benchmarking, possibilitando simultaneamente a deteção de pontos sensíveis e a consequente adoção de práticas conducentes à melhoria contínua dos cuidados prestados».

Os resultados podem ser consultados em:
https://www.ers.pt/pages/265