ACES do Alto Ave com seis unidades de saúde familiares acreditadas

  • Publicado em Sociedade

O ACES do Alto Ave tem seis Unidades acreditadas e repartem-se pelos concelhos de Guimarães, Vizela e Fafe. Trata-se das USF Ronfe e USF Ponte (Centro de Saúde das Taipas), USF Novos Rumos e USF Physis (Centro de Saúde de Vizela) e USF Arões e USF Sentinela (Centro de Saúde de Fafe), cujas acreditações foram reconhecidas, numa sessão que decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal de Guimarães. 

Na qualidade de Presidente do Conselho de Comunidade do ACES do Alto Ave, Domingos Bragança explicou que o trabalho desenvolvido nas Unidades de Saúde Familiar resulta num "aumento da eficiência dos serviços nas Unidades de Saúde Familiares para uma melhor prestação dos cuidados de saúde à nossa comunidade".

O Presidente da Câmara de Guimarães referiu ainda que "a saúde não é só a ausência da doença, também é bem-estar" e considera importante uma melhor divulgação do Plano Local de Saúde. "A literacia em saúde contribui para um melhor conhecimento sobre a alimentação saudável, a prática de atividade física de acordo com a nossa condição e consumo de cultura para que possamos ter melhor condição física e mental, mais tranquilidade e menos depressão por termos melhor conhecimento de nós próprios, resultando numa maior confiança para vivermos o presente e construirmos o nosso futuro", salientou Domingos Bragança.

O Diretor Executivo do ACES do Alto Ave, Carlos Guimarães, elogiou o empenho dos profissionais de saúde. "Atingimos em 2018 uma meta preconizada pelo Ministério da Saúde para 2024 que era 20% das USF estarem acreditadas". Essa meta foi alcançada já pelo ACES do Alto Ave. Carlos Guimarães destaca "um processo muito rigoroso, com a uniformização da informação e um conjunto de questões importantes que melhoram em muito o funcionamento das Unidades". 

Presente nesta sessão esteve ainda o Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, que sublinhou a importância de "reforma" nos centros de saúde, convicto na "melhoria nos cuidados de saúde primários" perante um modelo que tem sido reconhecido pelo seu sucesso.