Autoridades fiscalizadoras estão já a investigar autoria de descarga ilegal no rio Ave

  • Publicado em Sociedade
Desde a manhã desta 4ª feira

As entidades fiscalizadoras já se encontram no terreno, desde a manhã desta quarta-feira, 09 de março, com o objetivo de apurar responsabilidades em relação a um atentado ambiental verificado às 09:30 horas de hoje, nas imediações da captação do Bioso, na freguesia de Gondomar, em Guimarães. 

A intervenção decorre do Plano de Ação para a Despoluição do rio Ave, criado pela Câmara Municipal de Guimarães em articulação com instituições envolvidas na gestão da bacia hidrográfica do Ave.

Este Plano de Ação visa corrigir comportamentos, eliminar focos poluidores e, apurando-se a autoria das descargas ilegais, aplicar meios coercivos sobre o infrator com o objetivo de salvaguardar o património ambiental vimaranense.

A Agência Portuguesa do Ambiente do Norte, o Comando Territorial do Serviço de Proteção da Natureza, Ambiente e Proteção Animal (SEPNA) da GNR, o Serviço de Proteção Civil de Guimarães e a Vimágua, empresa intermunicipal que faz a gestão e exploração dos sistemas públicos de captação, tratamento e distribuição de água para consumo público, estiveram já esta manhã no local a apurar responsabilidades.