Pedro Martins deixou de ser treinador do Vitória após desaire com o Braga

  • Publicado em Desporto
Júlio Mendes anunciou a saída do técnico

O treinador Pedro Martins deixou hoje o comando do Vitória, anunciou o presidente do clube, Júlio Mendes, após a derrota da equipa no dérbi com o Braga (5-0).

"O «mister» Pedro Martins não é mais treinador deste clube", afirmou o dirigente, na sala de imprensa do Estádio D. Afonso Henriques, após o jogo da 23ª jornada do campeonato.

O treinador deixa o comando dos vitorianos, depois de ter chegado ao clube em maio de 2016 e de ter conduzido a equipa ao quarto lugar na época passada e à final da Taça de Portugal, no Estádio Nacional, que viria a perder para o Benfica (2-1).

Nesta época, os vitorianos, sob o comando de Pedro Martins, conseguiram apenas 12 vitórias em 36 jogos relativos ao campeonato, à Taça de Portugal, à Taça da Liga e à Liga Europa, estando no 10º lugar da Liga, com 29 pontos, a sete do objetivo mínimo estabelecido, o quinto lugar.

Em declarações à Sporttv, no final do jogo ante os bracarenses, o ex-técnico do Vitória assumiu a responsabilidade pela goleada sofrida.

Pedro Martins salientou que, depois da equipa ter entrado "muito bem", a "pressionar o adversário, com muito critério", o jogo ficou "decidido" com o lance do penálti de Wakaso sobre Wilson Eduardo e a expulsão do ganês.

"A explicação é simples. Entrámos personalizados, à Vitória, e num erro acabámos por sofrer golo. Depois há o lance do penálti e expulsão. Acaba por definir o jogo, ficámos com um elemento a menos. A nós nada nos correu bem, mesmo a lesão de Pedro Henrique. Uma noite triste", disse o treinador, que posteriormente já não compareceu na sala de imprensa.