Pedro Martins: "VAR? Ou fazem um trabalho de competência ou acabem"

  • Publicado em Desporto
Treinador analisou o desaire no derby

O treinador do Vitória questionou a atuação do vídeo-árbitro em relação ao lance entre Matheus e Estupiñán, aos 18 minutos, que não resultou em qualquer sanção. Pedro Martins refere igualmente que o equilíbrio foi nota dominante no derby.

"Foi um jogo equilibrado e competitivo, nem sempre bem jogado. Foi mais jogado em duelos, com agressividade, com poucos espaços. Em alguns momentos, também jogámos um futebol direto. Não pretendíamos fazê-lo, mas foram as incidências do jogo", referiu.

"Há um lance que queremos clarificar: ao minuto 18, não entendo. Se temos formações do VAR (vídeo-árbitro) e chegamos à realidade e elas não acontecem... Ou continuam e fazem um trabalho de competência ou acabem. Isto não é nada benéfico para o futebol. É um lance capital e se há tantas televisões e olhos para observar, não percebo", disse.

Pedro Martins explicou ainda a entrada de Heldon para o lugar de Rincón, ao intervalo."Para dar alguma frescura. O Rincón está a passar por falta de frescura física e foi nesse aspeto. Quisemos dar mais velocidade nos corredores.

"Volto a dizer, foi um jogo equilibrado e muito disputado até aos limites. As decisões não foram as mais acertadas. É trabalhar, levantar a cabeça e no domingo temos um jogo importante com o Marítimo", conclui.