Programa das Festas da Cidade e Gualterianas inicia com Feira do Artesanato (vídeo)

  • Publicado em Cultura
No dia 26 de julho

O programa das Festas da Cidade e Gualterianas foi anunciado em conferência de imprensa, com destaque para uma “programação diversificada” atenta a “vários públicos” e a estender-se por várias artérias da Cidade.

O Presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, lembrou os contributos apresentados pelas principais instituições da Cidade e algumas individualidades que se manifestaram através de audiências promovidas assente na construção de “um modelo de aperfeiçoamento”. A localização dos espaços de divertimentos na Alameda Dr. Alfredo Pimenta foi a “opção mais consensualizada” embora Domingos Bragança sublinhe que “as Festas da Cidade não devem ter como tema central o local das diversões, pois estas são comuns a todas as festas que se realizam no país”. Enaltece, desta forma, a “diversidade” do programa e o preenchimento do eixo central, através de vários números e eventos, desde a Igreja de S. Gualter, Igreja de S. Francisco, Alameda S. Dâmaso, Toural, Plataforma das Artes e com ligação à Alameda Dr. Alfredo Pimenta. “Esperamos a participação de todos os Vimaranenses nestas Festas da Cidade e Gualterianas, das pessoas que vêm de fora, e que que seja do agrado de todos”, vincou o Presidente da Câmara Municipal.

O regresso da Feira do Artesanato, de 26 de julho a 05 de agosto, na Alameda de São Dâmaso, é uma das novidades no programa deste ano. “Teremos 30 stands, com uma grande participação de artesões vimaranenses e alguns de fora”, assinalou a Vereadora da Cultura e Presidente d’A Oficina. “A oferta programática é muito diversificada e procura dar resposta ao público jovem com a escolha de nomes conceituados para os concertos na Plataforma das Artes, como são os casos de Blaya (sexta-feira, 2 de agosto) e Dino D’Santiago (sábado, 3 de agosto), complementando com o artista vimaranense Johnny Abreu (domingo, 4 de agosto).

Numa organização da Associação Artística da Marcha Gualteriana, está programado para sábado (3 de agosto) a Batalha das Flores. “Vamos tentar realizar este número com flores naturais, mantendo o colorido e a qualidade, no desígnio que abraçamos da sustentabilidade ambiental”, apontou ainda Adelina Pinto.

A sessão de fogo de artifício, este ano, está agendada para o Largo Condessa da Mumadona (sábado, 3 de agosto às 00h30) e o encerramento tradicional com a Marcha Gualteriana (5 de agosto). José Pontes, presidente da direção da Associação Artística da Marcha Gualteriana, anunciou várias surpresas nos números vivos a intercalar o cortejo dos dez carros alegóricos.

O programa completo das Festas da Cidade e Gualterianas pode ser consultado em anexo, com destaque para a diversidade da oferta cultural como despique de bandas, fados, desfile de charretes, Dj’s, feira de gado e concurso pecuário, encontro de tocadores de concertina, teatro de marionetas, música popular, exposições, desfile de grupos de bombos e ainda as festividades litúrgicas e religiosas em honra de S. Gualter.

 

[ Formato Sapo.pt ]

{sapo}Uws4i9Knpv0MJut5MoLa{/sapo}

 

[ Formato YouTube.com ]