Água engarrafada é 60 vezes mais cara do que a da torneira

  • Publicado em Atualidade

A água da torneira é 60 vezes mais barata por litro no Porto, comparativamente ao litro de um garrafão de água de marca de distribuição. O negócio das águas engarrafadas gerou, até maio, 667 milhões de euros, uma subida de 10% face ao ano passado, de acordo com os dados da Nielsen.

No Porto, o preço por litro de água no terceiro escalão tem um custo de 0,0018 euros, enquanto o preço de um litro de água de garrafão de três das maiores cadeias de híper e supermercados no país - Continente, Jumbo/Auchan e Pingo Doce - custa 0,11 euros. Um valor 60 vezes mais elevado do que um litro de água da torneira.

E o preço tem vindo a subir. Os números da Nielsen fazem o retrato. De junho do ano passado até maio de 2019, foram vendidos nos supermercados, restaurantes e cafés 1126 milhões de litros de água (+4%), gerando 667 milhões de euros, ou seja, mais 10% do que em relação a período comparável do ano anterior. "Isto denota um aumento do preço médio", constata Tiago Aranha, gestor de desenvolvimento de cliente da Nielsen Portugal.

Um crescimento que se está a fazer sentir sobretudo no canal Horeca (hotéis, restaurantes, bares, lojas de conveniência). "O canal de retalho alimentar (híperes e supermercados) representa 81% dos volumes e 32% do valor, mas é no canal Horeca que temos as maiores variações: uma subida de 11% em valor e de 9% em volume", diz o responsável da empresa de estudos de mercado.