Portugal é o 2º país da União Europeia que mais usa carros em viagens longas

  • Publicado em Atualidade

Portugal ficou no segundo lugar entre os países da União Europeia onde a população mais usou o automóvel como principal meio de transporte para viagens longas em 2017, seguindo-se o autocarro e o comboio, numa lista liderada pela Eslovénia. De um total de 17,5 milhões de deslocações com mais de uma noite fora de casa, quase 80% foram feitas com recurso a veículos motorizados (privados ou alugados).

Os dados divulgados esta semana pelo Eurostat – gabinete de estatísticas da União Europeia-, permitem ainda concluir que 4,6% destas deslocações foram feitas de autocarro e 3,3% realizadas de comboio. Nas restantes viagens (1,1%), os portugueses usaram outros meios de transportes alternativos como a bicicleta.

Ainda assim, Portugal foi superado pela Eslovénia, com 85% da população a usar o carro como principal meio de transporte em 2017 nas viagens longas. Luxemburgo, Chipre e Irlanda são, por outro lado, os países que menos recorreram ao automóvel em deslocações com estadias de mais de uma noite, segundo os dados do Eurostat, que não incluem as viagens diárias.

No que toca ao tipo de transporte, 89% das viagens em Portugal em 2017 foram feitas por terra, enquanto 10,5% diziam respeito a passagens aéreas e 0,5% foram realizadas por via marítima. Acresce que, das deslocações registadas no país, 89% foram feitas dentro de Portugal e 11% fora.

Em toda a União Europeia foram registadas, nesse ano, quase 1,3 mil milhões de deslocações, a grande maioria (63,5%) por carro e o resto de comboio (10,8%) e de autocarro (5,5%). Também a nível comunitário, a grande maioria das viagens foram feitas por terra