Bullying nas escolas em Portugal desceu para metade em cinco anos

  • Publicado em Atualidade

A entrada de novos psicólogos nas escolas e as campanhas contra o bullying terão ajudado a reduzir o fenómeno entre os alunos portugueses. Em Portugal, apenas 7,3% das escolas reportaram pelo menos um episódio por semana, contra os 14% da média da OCDE. Mas há quem diga que as escolas não reportam os casos como deviam.

O bullying nas escolas portuguesas do ensino básico desceu para metade em cinco anos. Apenas 7,3% das escolas reportaram a ocorrência de pelo menos um episódio por semana de bullying ou intimidação entre os estudantes, contra uma média de 14% nos 48 países e economias abrangidos pelo inquérito TALIS (Teaching and Learning International Survey), divulgado esta quarta-feira pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

Segundo o relatório, cujas conclusões se baseiam nos relatos de professores e diretores das escolas dos diferentes países, os episódios de bullying e intimidação desceram nos últimos cinco anos em vários países. E Portugal destaca-se por apresentar uma das descidas mais expressivas: baixou de 15,3% em 2013 para os 7,3% do ano passado.