A utilização intensiva de dispositivos eletrónicos está a afetar a saúde dos nossos olhos

  • Publicado em Atualidade

Os dispositivos eletrónicos tomaram conta da nossa vida e não conseguimos simplesmente deixar de os utilizar, mas o seu uso intensivo deixa marcas nos nossos olhos, com eventuais consequências graves. Referimo-nos aos ecrãs de dispositivos eletrónicos – como telemóveis, tablets ou computadores – cuja utilização frequente pode afetar a saúde ocular. E não, isto não é mito, havendo cada vez mais produção científica sobre a síndrome da visão do computador (SVC) - nome atribuído a este problema de saúde, que pode atingir quem passa muitas horas com os olhos postos num ecrã, independentemente da idade.

De acordo com António Morais, especialista em optometria da Alberto Oculista, “a SVC afeta já milhões de pessoas em todo o mundo, com grandes perspetivas de aumentar ainda mais, fruto do excessivo uso do computador e semelhantes”. Nas suas palavras, esta situação “pode ser considerada uma doença, que irá quase de certeza atingir uma grande percentagem da população que utiliza mais de duas a três horas diárias um ecrã digital”. Com efeito, Sheppard e Wolffsohn, autores de um estudo publicado no ano passado na BMJ Open Ophtalmology, estimam que cerca de 50% ou mais dos utilizadores de computadores possam sofrer de SVC.