Projeto «Mulheres + Ativas» prossegue esta sexta-feira em Guimarães

  • Publicado em Atualidade
Workshop na Casa da Memória

Mulheres + Ativas na idade sénior é o tema do segundo ciclo de iniciativas do programa piloto "Mulheres + Ativas", promovido pela Tempo Livre e pela Câmara Municipal de Guimarães, no âmbito do projeto europeu SWUP - Sport for Women in Urban Places, co-financiado pelo programa Erasmus+ Sport da União Europeia e que envolve parceiros de França, Itália, Roménia, Holanda, Espanha e Bulgária.  

Incentivar a atividade física das mulheres é um dos principais objetivos do programa que arrancou no dia 8 de março (Dia Internacional da Mulher) e se prolonga até 7 de abril (Dia Internacional da Saúde), dia em que se realizará a Caminhada da Saúde, com concentração às 10 horas junto à Academia de Ginástica de Guimarães.

Esta sexta-feira, 15 de março, a iniciativa prossegue com o workshop Mulheres + Ativas na idade sénior (14h30, na Casa da Memória) em que Isabel Lemos dará o seu testemunho sobre a importância da atividade física e desportiva para um envelhecimento ativo e saudável.  No dia 17 de março (domingo, 10h00), no Parque da Ínsua (Taipas – Ponte) serão promovidas atividades de ginástica e rastreios de saúde de participação gratuita.

"Mulheres + Ativas" integra um ciclo de quatro workshops (na Casa da Memória e versando as temáticas "Mulheres + Ativas" e doenças crónicas, na idade sénior, na adolescência e juventude e na gravidez), Ginástica no Parque, a promover no parque da Ínsua (17 de março), de Lordelo (24 de março) e da Cidade Desportiva (31 de março), e uma Caminhada da Saúde (7 de abril) em que se reforçarão as vantagens do exercício físico, mobilizando todas as forças ativas do concelho para uma grande caminhada que vai assinalar, também, o Dia Mundial da Saúde. 

O projeto SW-UP tem como objetivo principal tornar os espaços urbanos e de lazer mais amigáveis para a prática desportiva e da atividade física pelas mulheres e procura sensibilizar, tanto mulheres como homens, para os benefícios que a atividade física regular acrescenta à saúde. O SWUP tem na sua base pesquisa científica e assenta na realização de sondagens, inquéritos, partilha de experiências e boas práticas, perspetivando a apresentação de um documento final que reúna recomendações que contribuam para fomentar a atividade física e a participação feminina, sensibilizando as mulheres sedentárias, em particular e a comunidade em geral para os benefícios que essa atividade física regular comporta para a saúde.

A missão do projeto SW-UP enquadra-se nas políticas europeias de fomento da participação feminina no desporto e atividade física, e concede particular atenção às barreiras que as mulheres enfrentam, designadamente nos ambientes urbanos, e tendo em vista torná-los mais acessíveis, seguros e amigáveis à prática desportiva.

O SW-UP Sport for Women in Urban Places, além da Tempo Livre e da Câmara Municipal de Guimarães, tem sete parceiros internacionais: ALDA - Association for Local Democracy (Estrasburgo, França), IRS - Instituto per la Ricerca Sociale (Milão, Itália), Comune di Corbetta (Itália), Polisportiva di Corbetta (Itália), Ajuntament de Granollers (Granollers, Espanha), Mulier Institutuut Centrum Voor Sociaal-Wetens (Utrecht, Holanda), Municipiu Ramnicu Sarat (Roménia) e Sofia (Bulgária).