3300 crianças sem proteção contra o sarampo em Portugal

  • Publicado em Atualidade

Portugal tem uma das melhores coberturas vacinais do mundo, mas há um senão. Dados recentes da autoridade nacional de saúde revelam que cerca de 3300 crianças, 4% da população infantil, não estão protegidas contra o sarampo. A doença é muito infeciosa, tem provocado surtos no país e no estrangeiro e os médicos não podem baixar a guarda.

O problema agora parecem ser os adultos, sobretudo os nascidos depois de 1972. Começam a surgir casos ligeiros entre os vacinados e a aparecer a doença entre quem não chegou a vacinar-se.