Plano de Ação para Acolhimento de Refugiados em Guimarães considerado exemplo de boas práticas

  • Publicado em Atualidade
Reconhecimento em conferência internacional, na Holanda

O Município de Guimarães esteve representado nas conferências internacionais «Matching Needs and Potential: Pre-Arrival Planning to Welcome Resettled Refugees», em Haia, Holanda, nos passados dias 12 e 13 de novembro, em resposta ao convite para apresentação do Plano de Ação do Município de Guimarães para o Acolhimento de Refugiados - Guimarães Acolhe – que tem, como propósito proporcionar aos refugiados acolhimento em condições condignas de bem estar e segurança. 

O Plano de Ação desenvolvido pelo Município Vimaranense foi considerado um exemplo de boas práticas a nível internacional. Nesta conferência foi, ainda, apresentada a Rede Social, como estrutura de suporte essencial à execução do Plano.

As conferências tiveram lugar na Humanitary House, e contaram com a presença de aproximadamente 50 entidades internacionais, entre as quais estavam representados vários países europeus (Alemanha, Bélgica, Croácia, Dinamarca, Escócia, Eslovénia, Finlândia, França, Holanda, Inglaterra, Irlanda, Itália, Noruega, Polónia, Portugal, República Checa, Suécia, Suíça), bem como instituições de relevo no apoio a refugiados.

Considerando que o número de pessoas, vítimas de violência e guerra, que solicitam asilo e refúgio é cada vez maior e que este fenómeno tende a agravar-se no futuro, a apresentação de Guimarães ressalvou a importância da estratégia local, concebida em resposta ao apelo do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), e em estreita colaboração com o Conselho Português para os Refugiados (CPR), que ilustra a consciência do imperativo humanitário que moveu o município para se associar a este esforço, em colaboração com as instituições da Rede Social e do Concelho.