Hospital de Guimarães no top 10 da investigação em saúde

  • Publicado em Sociedade
Dados relativos a 2016

A Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência divulgou recentemente o seu relatório, relativo ao ano 2016, com a lista de instituições hospitalares com mais investimento em atividades de Investigação e Desenvolvimento. O Hospital de Guimarães mantém-se como uma das instituições de saúde do país com maior investimento, atividade e resultados nesta área. 

Com efeito, o Hospital da Senhora da Oliveira surge em 10º lugar do país, com um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros em 2016, logo a seguir aos grandes hospitais centrais e aos institutos de oncologia.

Nesta área, o desenvolvimento tem sido exponencial. Os dados mais recentes do hospital, referentes ao ano 2017, mostram um total de 37 ensaios e/ou estudos clínicos realizados, com especial destaque nas áreas de Gastrenterologia, Neurologia e Pneumologia. Quanto a publicações de artigos científicos, a unidade hospitalar realizou um total de 51 no ano 2017, em revistas científicas altamente prestigiadas de âmbito nacional e internacional.

O Hospital de Guimarães é um Hospital de Ensino afiliado à Escola de Medicina da Universidade do Minho desde 2004. Esta colaboração tem contribuído fortemente para a educação e formação dos seus profissionais e do sucesso da Instituição como Hospital de Ensino. A parceria promove principalmente a realização de estudos clínicos, na sua maioria em contexto de teses de mestrado e doutoramento. Acresce que, a partir de 2014, altura da criação do Centro Académico do Hospital (que inclui um Centro de Investigação e Desenvolvimento), o desenvolvimento nesta área tem sido exponencial, com um aumento significativo de estudos, ensaios e publicações em revistas científicas. O Hospital tem conseguido uma evolução muito significativa, sobretudo na área dos ensaios clínicos.

A área da investigação e desenvolvimento continua a ser uma clara aposta do Hospital. Atualmente tem cerca de 30 investigadores ativos, sem contar com diretores de serviço, a desenvolver ensaios clínicos e/ou coordenação de estudos académicos. O Hospital encara a investigação como essencial para o seu desenvolvimento, quer pela atualização e formação dos seus profissionais, quer pelo prestígio técnico e científico associado.