Comité Externo de Aconselhamento da candidatura a CVE2020 reúne esta terça-feira

  • Publicado em Atualidade
A partir das 10 horas

O Laboratório da Paisagem, em Creixomil, recebe esta terça-feira, 17 de abril, a partir das 10 horas, uma reunião do Comité Externo de Aconselhamento da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020. O encontro tem por objetivo analisar os projetos estratégicos em curso e em implementação, previstos na candidatura a CVE 2020; trabalhar no Plano de Ação 2018-2021 e preparar uma estratégia de futuro no âmbito de um concelho ambientalmente sustentável.

Refira-se que este órgão é presidido por Mohan Munasinghe, uma das principais figuras do mundo em matérias ambientais, destacando-se como vice-presidente do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas das Nações Unidas, entidade que em 2007 partilhou o Prémio Nobel da Paz com Al Gore.

O Comité Externo de Aconselhamento da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, que reúne ordinariamente duas vezes por ano, tem como função acompanhar o desenvolvimento de todo o processo de formatação da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia, de implementação da estratégia global e de análise dos documentos de trabalho.

Conferência: Guimarães 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

Esta semana, Guimarães ficará a saber se será selecionada para a “shortlist” do processo de candidatura a Capital Verde Europeia 2020. Independentemente do resultado, o caminho percorrido, e a percorrer, para a sustentabilidade continua a ser uma aposta incontornável e uma forte identidade coletiva dos vimaranenses.

Neste âmbito, o Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, e o Presidente do Comité Externo de Aconselhamento da Capital Verde Europeia 2020, Mohan Munasinghe, promovem uma conferência aberta a todos os interessados em participar na estratégia municipal, sob o mote “Guimarães 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”.

Esta conferência, a realizar quarta-feira, 18 de abril, tem início às 17h30, no Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor. Em suma, as pessoas são convidadas a apresentarem sugestões. O que acham da transformação que tem existido no território de Guimarães, nesta agenda para a Sustentabilidade Ambiental? E o que gostavam que Guimarães fosse ou tivesse em 2030, considerando a temática? Ou seja, que futuro queremos para o nosso território e para a nossa comunidade? Todos são convidados a pensar e a participar coletivamente numa missão global.