Portugueses entre os que saem mais tarde da casa dos pais

  • Publicado em Atualidade

Os jovens portugueses deixam o “ninho”, em média, aos 29,1 anos. E a saída de casa dos pais tem vindo a ser adiada. Segundo dados do Eurostat, Portugal está entre os países onde a emancipação é tardia, pertencendo ao grupo encabeçado por Malta, Itália, Bulgária e Espanha. No polo contrário, estão países como a Suécia e a Dinamarca, onde os jovens optam cedo por ter habitação própria, com 20 e 21 anos, respetivamente. Em 2016, a média europeia da "separação" dos pais estava nos 26 anos. 

Jovens optam por permanecer em casa dos pais para evitarem qualidade de vida pior do que aquela que possuem. Avós também são novo apoio.