Taça. 21 pessoas detidas por posse de artigos pirotécnicos e especulação de bilhetes para o jogo

  • Publicado em Atualidade
Detenções realizadas pela PSP e ASAE

A PSP considerou positiva a operação que envolveu a segurança em torno da final da Taça de Portugal, salientando que foram detidas 16 pessoas e apreendidos 55 artigos pirotécnicos. Por sua vez, a ASAE efetuou cinco detenções, pela prática ilícita de especulação de bilhetes para o jogo.

A subcomissária Elga Fiúza avançou que foram detidas 13 pessoas por posse de 55 artigos pirotécnicos, duas por resistência à autoridade e uma por posse de estupefacientes. Apesar deste registo, a agente considera que a operação foi bem-sucedida, até porque não se registaram confrontos com adeptos, antes, durante ou depois do jogo.

Já a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) deteve, em flagrante delito, cinco pessoas pela prática ilícita de especulação de bilhetes para o jogo. "As detenções foram feitas maioritariamente em Lisboa, Oeiras, Amadora e arredores do Estádio do Jamor, tendo sido apreendidos 23 bilhetes, no valor aproximado de três mil euros e ainda cerca de 400 euros em numerário proveniente de vendas", salientou, em comunicado.