36 pessoas morreram por afogamento desde o início do ano em Portugal

  • Publicado em Atualidade

Trinta e seis pessoas morreram por afogamento em Portugal desde um de janeiro, 18 das quais no mar. Os dados são do Observatório do Afogamento, plataforma criada pela Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores, um dia após a morte de quatro pessoas em praias onde a vigilância só começa em junho. As entidades envolvidas nas questões balneares dizem que não faz sentido antecipar a abertura da época balnear, mas há quem defenda uma mudança das normas. Concessionários e nadadores salvadores são a favor da vigilância em qualquer altura do ano, consoante as condições climatéricas, mas assegurada por entidades do Estado.