25% dos jovens passam mais de seis horas por dia na internet

  • Publicado em Atualidade

Estudo do ISPA com três mil jovens revela que um quarto passa mais de seis horas na net. Psicóloga lança livro para ajudar a criar regras.

Dados mostram que 25% das crianças e jovens em Portugal são clinicamente dependentes, segundo o mais recente estudo do Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), feito por uma equipa liderada por Ivone Patrão.

Numa amostra de três mil jovens, um quarto admitiu que passa mais de seis horas diárias ligado, privilegia os contactos online aos presenciais e não tem atividades de lazer no mundo real. Dados “preocupantes”, no entender de Ivone Patrão. Terapeuta familiar, a autora considera alarmante o facto de “os jovens dizerem que têm conflitos no seio familiar e que não sentem a sua família como coesa”. “É um enorme fator de risco, sobretudo para aquela percentagem que revela já dependência.” A par dos números reais de dependência existe a própria perceção dos jovens em relação à forma como estão sempre ligados. “Uma das questões era “consideras-te dependente da internet?” E mais de 60% deles disseram que sim, no sentido em que não conseguiam viver sem a internet”, explica.