29 896 portugueses regressaram do estrangeiro em 2015 segundo o INE

  • Publicado em Atualidade

29 896 migrantes entraram no país em 2015, mais 53,2 % do que no ano anterior e metade eram portugueses que viviam no estrangeiro há mais de um ano, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). 

O INE indica uma diminuição de 18,5% nos emigrantes permanentes, mas para o sociólogo esta informação tem dois problemas: é resultado de um inquérito por amostra e separa os emigrantes permanentes dos emigrantes temporários, quando às vezes nem os próprios sabem quanto tempo vão ficar fora. Os dois grupos somam 101 203, um valor acima dos cem mil e que se tem mantido nos últimos anos.

“Os nossos dados para 2015 dão a manutenção da emigração e, a haver uma diminuição, será muito ligeira. A emigração diminuiu para uns países e aumentou para outros. E, por outro lado, Portugal está com uma atratividade muito próxima do zero.” O Observatório recorre às estatísticas da imigração dos países de destino e, além de Angola, faltam as de França, para fazerem a avaliação final.