Reunião de avaliação para despoluir o rio Ave esta sexta-feira no Laboratório da Paisagem

  • Publicado em Atualidade
Início às 10 horas

O Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, agendou para esta sexta-feira, 14 de outubro, a realização de uma nova reunião de acompanhamento e avaliação intercalar do Plano de Ação para o combate à poluição do rio Ave. O encontro, com início às 10 horas, no Laboratório da Paisagem, em Creixomil, contará com a presença extraordinária de Presidentes de Câmara cujos municípios são atravessados pelo rio Ave.

A reunião vai assinalar, também, a entrada de mais instituições no Plano de Ação, como é o caso dos Agrupamentos Escolares cuja localização se situa nas freguesias do concelho por onde passa o rio Ave, além dos representantes das instituições envolvidas na gestão da bacia hidrográfica do Ave. Esta intervenção articulada com entidades fiscalizadoras visa corrigir comportamentos e eliminar focos poluidores, tendo em vista a sustentabilidade da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia.

Em janeiro de 2015, Domingos Bragança tomou as diligências necessárias para se iniciar um processo de coordenação de esforços, reunindo todas as entidades competentes, ligadas direta ou indiretamente aos recursos hídricos. Guimarães agiu em conformidade, tendo como prioridade a promoção de políticas ambientais e do desenvolvimento sustentável, visando o bem-estar e a qualidade de vida dos cidadãos, assim como a proteção dos recursos naturais.

O concelho de Guimarães integra-se na sua totalidade na sub-bacia hidrográfica do Ave, que possui uma área total de 1391 Km2. O rio Ave, com uma extensão de cerca de 90 km, atravessa sete concelhos, nomeadamente, Vieira do Minho, Póvoa de Lanhoso, Guimarães, Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso, Trofa e Vila do Conde. Com nascente na Serra da Cabreira, o escoamento anual na foz do rio Ave, em Vila do Conde, é de 1249 hectómetros cúbicos, em média. Estima-se que a sua bacia hidrográfica apresente uma capacidade total de armazenamento de recursos hídricos na ordem dos 100 hectómetros cúbicos, em regime regularizado.