INE. Confiança dos consumidores volta a piorar em agosto e clima económico melhora

  • Publicado em Atualidade

O indicador de confiança dos consumidores recuou em agosto pelo terceiro mês consecutivo e o clima económico manteve a subida iniciada em julho, após ter estabilizado no mês anterior, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o INE, o indicador de confiança dos consumidores (calculado através de inquéritos a particulares) piorou em agosto para os -13,3 pontos (-13 pontos em julho e -12,6 pontos em junho).

“A diminuição do indicador de confiança dos consumidores em agosto deveu-se ao contributo negativo das perspetivas relativas à evolução da situação económica do país, da situação financeira do agregado familiar e do desemprego, enquanto as perspetivas relativas à evolução da poupança contribuíram positivamente”, refere o INE.

O indicador de clima económico (calculado através de inquéritos a empresas de vários setores de atividade), por sua vez, melhorou em agosto para os 1,4 pontos, depois de em julho já ter aumentado para os 1,3 pontos, face aos 1,2 pontos dos dois meses anteriores.

“Em agosto, os indicadores de confiança aumentaram na indústria transformadora, na construção e obras públicas, no comércio e nos serviços”, reporta o INE.

Os indicadores de confiança do INE são calculados através de médias móveis de três meses dos saldos de respostas extremas a inquéritos. Um número negativo significa que houve mais respostas pessimistas do que otimistas.

Sem a utilização de médias móveis de três meses, o indicador de confiança dos consumidores aumentou nos dois últimos meses e o indicador de confiança na indústria transformadora diminuiu ao longo do mesmo período.