Verão desperta com calor e meteorologistas preveem um julho seco

  • Publicado em Atualidade

Finalmente chegou a hora de arrumar a capa e o guarda-chuva no fundo do armário, depois de uma primavera chuvosa com um valor médio de precipitação em abril e maio que foi o dobro do normal.

Só as regiões do interior do país, no Norte e no Centro, terão de manter os abrigos à mão por mais três dias. O verão despertou ontem com sol e calor e promete um julho seco. No Norte, são boas notícias para quem pretende passar o S. João na rua.

As previsões sazonais apontam para um verão sem vergonha e sem problemas de identidade. A meteorologista Madalena Rodrigues, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), nota que os dados atuais permitem afirmar que "julho será um mês seco". A tendência deve ser entendida com alguma cautela, porque as previsões de longo prazo, que vão além dos dez dias, têm uma "elevada dose de surpresa". Contudo, no horizonte, há boas notícias para a generalidade dos portugueses, sobretudo para quem gosta de praia.