Grupo indiciado da prática de crimes violentos a empresário de Braga ouvido em Guimarães

  • Publicado em Atualidade
Detidos com idades entre os 27 e os 41 anos

Os sete detidos, no âmbito das investigações ao sequestro e desaparecimento de um empresário de Braga, vão ser ouvidos esta quarta-feira no Tribunal de Guimarães.

Segundo um comunicado a Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, identificou e deteve sete homens pela presumível autoria, entre outros, de crimes de sequestro qualificado e homicídio, que terão tido lugar entre as cidades de Braga e Porto, no mês de março do corrente ano. 

No âmbito das investigações ao sequestro e desaparecimento de um empresário de Braga, ocorrido no passado dia 11 de março, esta Polícia levou a cabo uma operação que decorreu nas zonas norte e centro do país e que consistiu na realização diversas buscas domiciliárias, em escritório de advogados e estabelecimentos, bem como o cumprimento de sete mandados de detenção fora de flagrante delito emitidos pelo Ministério Público - DIAP de Guimarães. 

Das buscas efetuadas resultou a apreensão de várias armas de fogo, gorros, algemas, elevadas quantias de dinheiro, viaturas, entre outros objetos e documentos com relevância probatória. 

Os detidos, com idades compreendidas entre os 27 e os 41 anos, advogados e empresários de profissão, um deles com antecedentes criminais por homicídio na forma tentada e tráfico de estupefacientes, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.