Portugal sai-se mal em avaliação às políticas de eficiência energética

  • Publicado em Atualidade

A ZERO, Associação Sistema Terrestre Sustentável diz que “Portugal é o segundo país que mais cai” numa avaliação à forma como evoluíram as políticas públicas de eficiência energética na União Europeia.

Isto deve-se essencialmente ao facto de “não se estar a fazer o investimento e a comunicação” suficiente nesta área, nas palavras do dirigente Francisco Ferreira.

Em comunicado emitido neste domingo, a associação cita o segundo relatório Energy Efficiency Watch Survey, divulgado na semana passada, que envolveu um extenso inquérito online e entrevistas a mais de 1100 especialistas europeus de eficiência energética, incluindo especialistas da ZERO.

“Este relatório segue-se aos resultados apresentados pelos Estados-membros sobre a implementação dos Planos Nacionais de Acão para a Eficiência Energética. O objetivo deste inquérito foi ter opinião das partes interessadas e dos especialistas sobre o progresso das políticas públicas de eficiência energética, nos diferentes sectores e nos respetivos países”, diz a associação.