Portugal importou mais 14% de crude e pagou menos 26%

  • Publicado em Atualidade

De janeiro a novembro de 2015, a queda dos preços do petróleo conduziu a economia portuguesa a forte poupança na fatura desta matéria-prima. Também comprou muito mais.

Portugal está a comprar mais petróleo, a gastar muito menos dinheiro com isso e a diversificar os mercados onde se abastece, diminuindo a dependência de Angola e de outros grandes fornecedores.

Num cenário de queda acentuada da cotação do crude, de alguma descida do preço dos combustíveis e de subida da confiança dos consumidores, as importações de petróleo bruto cresceram significativamente em 2015. Porém, com o preço do barril a deslizar para valores mínimos de mais de uma década, a fatura paga pelos importadores portugueses acabou por ser muito mais reduzida do que no ano anterior.