Catapultas e máquinas de cerco em exposição no Museu, Paço dos Duques e Castelo

  • Publicado em Atualidade
Até este domingo

O Museu de Alberto Sampaio, o Paço dos Duques de Bragança e o Castelo de Guimarães apresentam até este domingo, 02 de outubro, a exposição temporária "Catapultas e Máquinas de Cerco. Século V a.C - século XV d.C". Trata-se de uma mostra de tecnologia e engenharia utilizadas antes da descoberta da pólvora. 

Sem se limitar à guerra de cerco, a exposição apresenta uma visão da forma como estas máquinas constituíram o veículo através do qual os cientistas, de cada época, aplicaram os seus conhecimentos. Está organizada por blocos históricos, fazendo-se especial referência às civilizações Grega e Romana e à Idade Média. 

Os engenhos incluem torres e gruas de assalto, arietes, galerias móveis, escadas e dois tipos de catapultas: de disparo horizontal e disparo parabólico. Há também máquinas de aproximação, destinadas ao assalto de uma praça-forte, e máquinas de cerco. E ainda artilharia neurobalística, ou seja, dispositivos cujo funcionamento se fundamenta na torção de um eixo de nervos ou cordas. 

A mostra traz também a Guimarães reproduções de relevos e peças arqueológicas, mecanismos alternativos às molas de torção, projéteis e ilustrações de cercos representativos de diferentes épocas históricas. A exposição pode ser visitada, entre as 9:30 horas e as 18 horas.

[ Artigo originalmente publicado no dia 19.08.2015 e atualizado este domingo, 02.10.2016 ]