Arrendamento ocupa 20% das habitações em Portugal (vídeo)

  • Publicado em Atualidade

alt

Há cada vez mais habitações arrendadas em Portugal. O mercado está a crescer e ocupa agora cerca de 20 por cento dos 5,7 milhões de fogos existentes. O valor relativo continua abaixo da média europeia – pior só a Espanha, com 14 por cento.

O director-geral da Era Imobiliária em Portugal, Miguel Poisson, considera que “o aumento do segmento do arrendamento é um bom barómetro da dificuldade no acesso ao crédito para muitas famílias”.

Por outro lado, o presidente da Confederação da Construção e do Imobiliário, Manuel Reis Campos, entende que o arrendamento é cada vez mais opção das famílias que não querem assumir compromissos financeiros a longo prazo, ou dão maior valor ao aumento da mobilidade.

O mercado de arrendamento tem vindo a crescer. A oferta de fogos para alugar quadruplicou na área metropolitana de Lisboa, em quatro anos. No Porto, entre o início de 2008 e o final do ano passado, o volume de fogos aumentou 50 por cento.

{sapo}moQTYFfv6pSIKGu8WKtv/mov/1{/sapo}