Detectado caso de vírus do Nilo Ocidental em Lisboa

  • Publicado em Atualidade

alt

A Direcção-Geral de Saúde (DGS) confirmou, este domingo, que uma pessoa foi infectada, sexta-feira, pelo vírus do Nilo Ocidental, na região de Lisboa e Vale do Tejo.

De acordo com o subdirector da DGS, José Robalo, o vírus apenas se transmite através da picada de mosquitos infectados. “Esta situação foi detectada na sexta-feira. Corresponde a uma doença que é transmitida por picadas de insecto e não é transmissível de pessoa para pessoa e, portanto, estamos a falar de um único caso”, afirmou o responsável.

“Em 2004, tivemos dois episódios no Algarve e, portanto, já se conhecia”, acrescentou José Robalo, sublinhando que já estão em curso medidas de controlo e vigilância do vírus.

O vírus do Nilo afecta o sistema nervoso central de uma pessoa, sendo que os sintomas podem passar por febres altas, dores de cabeça e do corpo ou náuseas.