Domingos Bragança determinado a lutar para Portugal reconhecer o 24 de junho feriado nacional (vídeo)

  • Publicado em Sociedade
5 homenageados durante a sessão Solene

A atribuição de Medalhas de Honra Municipais a António Mota Prego e João Gomes Alves e a atribuição das Medalhas de Mérito Municipal a Arménio Sá (Mérito Artístico), Manuel Mendes (Mérito Desportivo) e João Sousa (Mérito Desportivo), este último representado pelo seu pai, Armando Marinho de Sousa, foi o grande destaque da Sessão Solene do 24 de junho em Guimarães, com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, destacou no seu discurso a determinação em “lutar para que Portugal e a sua diáspora venham a reconhecer o 24 de junho como feriado nacional e a celebrá-lo como momento fundador da identidade e autodeterminação de uma das mais antigas nações do mundo” e fez questão de realçar esta vontade “em nome dos Vimaranenses” numa evidência histórica à Batalha de São Mamede.

Para Domingos Bragança “Guimarães é uma história feita de futuro” e apontou esse caminho com novos desafios, tendo por base “a qualificação dos jovens e dos trabalhadores, a inovação e empreendedorismo, o desafio do ambiente e da sustentabilidade e a competitividade à escala global”. Garantidamente, Guimarães terá “uma fortíssima aposta na formação e criação de conhecimento”, apontou o presidente da autarquia, realçando a execução de obras como a Escola de Hotelaria do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, a criação de condições para que a atual unidade passe a Instituto da Universidade das Nações Unidas para a Governação Eletrónica.

Reforçando a cooperação com a Universidade do Minho, Domingos Bragança anunciou ainda a instalação imediata das licenciaturas em artes performativas e em artes visuais, no Teatro Jordão e Garagem Avenida. Entretanto, no Avepark, será instalada a futura sede do Centro das Descobertas para as Tecnologias de Saúde e Medicina de Precisão.

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, apontou que “Guimarães está a criar condições para uma liderança do conhecimento a nível europeu” e considerou um exemplo pelas apostas desenvolvidas no Campus de Couros, com a Universidade das Nações Unidas e o Centro de Ciência Viva e enalteceu “o Centro de Excelência em Medicina Regenerativa ao mais alto nível europeu situado no Avepark”.

Segundo o Ministro, “Guimarães é uma cidade de futuro e daqui a 10 anos, quando celebrar os 900 anos da Batalha de S. Mamede, pode ser uma Cidade líder do conhecimento na Europa”.

 

[ Formato Sapo.pt ]

 

[ Formato YouTube.com ]