Arquiteta Tatiana Kirova convidada para analisar candidatura da Zona de Couros

  • Publicado em Sociedade
Responsável pela avaliação de Guimarães em 2001

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, recebeu Tatiana Kirova no âmbito de um convite para analisar a candidatura da Zona de Couros a Património Cultural da Humanidade. Em 2001, Tatiana Kirova foi nomeada pela UNESCO na avaliação da candidatura do Centro Histórico de Guimarães e possui uma vasta experiência na área da avaliação do património a nível internacional.

Tatiana Kirova integra vários organismos internacionais. É membro permanente de vários comités ICOMOS em representação da Itália - CIAV (Comité Internacional de Arquitetura Vernaculaire), CIVVIH (Comitê Internacional de Cidades e Vilas Históricas), TICCIH (Comité Internacional de Arquitetura Internacional) e CIVVIH (Comité Internacional de Cidades e Vilas Históricas).

A Câmara de Guimarães propôs à UNESCO duplicar a área classificada, inscrevendo a Zona de Couros na lista indicativa para obter o estatuto de Património da Humanidade. No caso de a candidatura ser bem-sucedida, a área de proteção passará a ser cinco vezes superior à atual, criando-se uma zona tampão desde o topo da montanha da Penha, onde nasce a ribeira de Couros, à Veiga de Creixomil, foz de cursos de água.

Considerando fundamental a obtenção de um parecer da especialista que trabalhou na avaliação da candidatura do Centro Histórico, há quase duas décadas, proporcionou-se agora a visita de Tatiana Kirova a Guimarães para uma reunião de trabalho, depois de uma visita à cidade e análise da documentação produzida.

O processo em curso já foi sujeito a inscrição na lista Indicativa de Portugal ao Património Mundial aprovada pelo Comité do Património Mundial – UNESCO. Com base nas recomendações da Comissão Nacional da UNESCO seguiu-se a apresentação de proposta de revisão da área proposta, e no passado mês de março teve início o procedimento de candidatura da Zona de Couros como Bem de Interesse Nacional.

O Gabinete de Couros está a aprofundar o conhecimento sobre o Bem a candidatar, designadamente através da contratação de estudos a especialistas em diferentes áreas como História, Antropologia, Sociologia, Arquitetura, Hidrologia, entre outras. Está ainda a desenvolver os trabalhos necessários à classificação como Bem de Interesse Nacional e procura obter pareceres de especialistas no sentido de garantir que a candidatura responda cabalmente às exigências da UNESCO.

A Câmara Municipal de Guimarães assumiu proposta de inscrição na lista indicativa que visa a classificação da Zona de Couros como Património Cultural da Humanidade, alargando a área atualmente classificada - "Centro Histórico de Guimarães" - e redefinindo os limites da zona tampão de proteção à(s) área(s) classificada(s).