Boas práticas ambientais de Guimarães apresentadas durante conferência em Nantes

  • Publicado em Sociedade
Encontro Internacional

Guimarães participou na Conferência Internacional “Climate Chance” em Nantes, França, evento que reuniu alguns dos principais atores não estatais que participam na luta contra as alterações climáticas, como autoridades locais, empresas, associações, sindicatos ou a própria comunidade científica, demonstrando a importância de uma ação conjunta nesta missão.

Na cimeira, com a presença de 140 países e mais de 1.500 participantes, Guimarães co-organizou um workshop subordinado ao tema da “Mobilização e Sensibilização para as Alterações Climáticas”, no qual teve a oportunidade de apresentar o caminho que está a desenvolver para a sustentabilidade ambiental, com um conjunto de projetos, investimentos, mas também programas e atividades de consciencialização e sensibilização ambiental.

A presença em Nantes foi ainda aproveitada para um encontro entre a comitiva vimaranense e os seus homólogos daquela cidade francesa, Capital Verde Europeia em 2013, numa reunião que serviu para conhecer a sua experiência, mas também para partilhar o caminho que Guimarães tem trilhado na preparação da sua candidatura.

A cimeira juntou igualmente, num grupo de trabalho, algumas das cidades que conquistaram o galardão de “Capital Verde Europeia”, como são os casos de Vitoria-Gasteiz (2012), Nantes (2013), Copenhaga (2014), Ljubljana (2016) ou Essen (2017) e, curiosamente, a cidade sueca de Umea que, mesmo sem ter atingido o galardão, apresentou já por quatro vezes a sua candidatura. Este foi mais um momento para Guimarães, além de dar a conhecer uma vez mais o seu projeto, conhecer algumas das decisões implementadas por estas cidades, bem como as medidas que contribuíram para obter o título de “Capital Verde Europeia”.

A “Climate Chance”, considerada como um World Summit para as Alterações Climáticas e um evento chave para a sociedade civil, serviu igualmente para preparar a COP22, em Marrakesh. O mote foi dado pelas palavras da Presidente da COP 21 Ségolène Royal e do Ministro do Ambiente e Energia francês. Os dois responsáveis aproveitaram para sublinhar o efeito das ações climáticas no futuro do planeta, referindo ainda a importância das decisões tomadas aquando da última Cimeira do Clima.