Água da torneira atingiu nível de excelência e 99% é segura

  • Publicado em Noticias

A água da torneira atingiu um nível de excelência, segundo critérios internacionais, ao chegar aos 99% com boa qualidade, distribuída por todo o país, afirmou hoje um responsável da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos.

“Passamos de uma qualidade muito boa para uma situação de excelência, e atingimos pela primeira vez, em 2015, 99% de água segura, o que um critério considerado internacionalmente um nível de excelência”, disse à agência Lusa o diretor do Departamento da Qualidade da Água da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR).

Luís Simas, que falava a propósito da divulgação do relatório anual sobre o “Controlo da Qualidade da Água para Consumo Humano” referente a 2015, esclareceu que, dos casos de incumprimento detetados, 80% são parâmetros indicadores e que não afetam diretamente a saúde.

“A grande maioria dos incumprimentos que, neste momento, estão a ser detetados na água não têm uma relação direta com a proteção da saúde humana, mas que funcionam como um alerta para que sejam tomadas as medidas adequadas e evitar que a situação piore”, explicou o responsável.

Grande parte daquelas situações, apontou, “estão no interior do país, nas zonas de abastecimento mais pequenas, e menos no litoral e nas zonas densamente habitadas”.

Luís Simas referiu que os restantes incumprimentos, “referem-se a parâmetros obrigatórios que [acontecem] pontualmente, por características das origens da água ou porque o tratamento não funcionou com a eficiência que deveria ter funcionado e, quando [são] detetados, a entidade gestora está obrigada a corrigi-los”.

No ano passado, foram realizadas mais de meio milhão de análises, ficando por fazer 330, o que, segundo o diretor do Departamento da Qualidade da Água, está em linha com anos anteriores e significa que o controlo continua a ser feito “com grande rigor e com resultados que permitem ter uma ideia muito precisa e exata do que é a qualidade da água nas torneiras”.