Centro Ciência Viva de Guimarães promove atividades de ocupação das férias escolares

  • Publicado em Lazer
Programa arranca esta terça-feira

Construir um pequeno veículo elétrico e um robô futebolista; perceber os princípios científicos presentes nos jogos matemáticos e confecionar receitas de cozinha molecular são algumas das propostas do programa “Curtir Ciência no Verão 2018”. Pensado para ocupar as férias escolares, o programa decorre a partir desta terça-feira e até 13 de julho (de terça a sexta) no Centro Ciência Viva de Guimarães, na Zona de Couros.

“A Ciência do Jogo”; “Futuro Sustentável”; “Pequenos Construtores”; “Mini-Chefs” e um teste de Ciência são algumas das oficinas que constam do programa dirigido a crianças com idades entre os seis e os 12 anos. Em todas elas, além das atividades teóricas e práticas, os participantes recebem uma oferta de cariz científico. 

A edição deste ano, composta por oito atividades, abre com “A Ciência do Jogo” (dia 3), uma oficina que explora o carácter científico por detrás das complexas regras dos jogos matemáticos. Além da parte teórica, inclui uma componente prática com a realização de vários jogos e a oferta a todos os participantes de um pequeno Tangram (quebra-cabeças geométrico chinês formado por 7 peças) criado nas impressoras 3D do Curtir Ciência.

O programa de ocupação das férias escolares do verão termina com um “Quiz de Ciência” (13) que põe à prova os conhecimentos dos participantes em várias áreas científicas, mas antes há várias propostas aliciantes. Uma delas é a oficina dedicada ao ambiente (“Futuro Sustentável”), apostada em sensibilizar as crianças para a importância de comportamentos ambientalmente sustentáveis e que inclui a criação e oferta de um caleidoscópio.