Mulher fica presa e é arrastada por carruagem de metro

Uma mulher ficou presa no final da última carruagem no metro de Roma, em Itália, quando as portas da carruagem se fecharam e foi arrastada até à entrada do túnel.

Natalya Garcovich entrou na carruagem, mas desistiu e tentou sair. Quando o fez, as portas fecharam-se e entalaram a passageira que foi arrastada até ao fim da plataforma. A bielorrussa de 43 anos ficou gravemente ferida, após ter batido com força na parede do túnel.

A mulher foi transportada para o hospital General Tor Vergata e encontra-se nos cuidados intensivos. Várias gravações do momento do incidente mostram que o maquinista estava a comer enquanto os passageiros entravam e quando iniciou a marcha. A empresa que gere o metro de Roma decidiu suspender o maquinista Gianluca Tonelli, que garante que cumpriu o protocolo.