Árbitro agredido ameaça jogador com uma arma de fogo

Um árbitro brasileiro foi agredido por um jogador, durante um jogo de futebol amador. Contudo, em vez de responder com um cartão vermelho, o juiz da partida decidiu ser radical e sacou de uma arma de fogo.

Gabriel Murta estava a arbitrar um encontro de futebol amador, quando foi ameaçado e agredido por um dos jogadores, após uma expulsão. Como resposta, o árbitro foi aos balneários buscar uma arma de fogo.

Assim que o agressor viu a arma, não pensou duas vezes: fugiu para bem longe. Os árbitros assistentes tentaram acalmar Murta, que de acordo com a Federação Mineira de Futebol também é polícia militar.