Rui Vieira de Castro é o novo reitor da Universidade do Minho

  • Publicado em Educação
Eleito esta terça-feira de manhã por maioria

Rui Vieira de Castro é o novo reitor da Universidade do Minho para o período 2017-2021. O professor catedrático do Instituto de Educação foi eleito esta terça-feira de manhã por maioria dos membros do Conselho Geral. A tomada de posse realiza-se no mês de novembro no salão medieval da Reitoria, no Largo do Paço, em Braga.

No seu programa de ação são valorizadas como prioridades estratégicas para os próximos anos a oferta de uma educação superior de elevada qualidade, através de projetos inovadores em diferentes modalidades formativas e orientados para públicos diversificados, a consolidação internacional da investigação científica realizada na Universidade, assegurando a sua excelência, o seu impacto e a sua abertura em todas as áreas de atuação da instituição, bem como a implicação ativa da UMinho na promoção do desenvolvimento cultural, social e económico dos territórios e do país.

Aprofundar a qualidade da internacionalização da Universidade, reforçando a sua presença em redes internacionais, consolidando parcerias estratégicas e intensificando a sua atividade no quadro do espaço europeu de ensino superior, incrementar a qualidade institucional da UMinho, através de novas orientações e dispositivos relativos à sua organização e gestão, e melhorar a qualidade de vida nos campi e a qualidade das suas infraestruturas, assumindo os valores da inclusão e da sustentabilidade ambiental, são outras prioridades em que assenta o programa de ação validado pelo Conselho Geral da Universidade.

A UMinho, que conta com mais de 19 mil alunos e 1250 professores, volta assim a ser liderada por um reitor formado na própria Universidade. Rui Vieira de Castro foi o único candidato ao cargo de reitor. Nascido em Caldas de Vizela há 59 anos, é licenciado em Ensino de Português e Inglês pela UMinho, mestre em Linguística Portuguesa Histórica pela Universidade de Lisboa e doutorado em Educação pela UMinho. Após uma curta experiência como docente do ensino secundário, ingressou na UMinho em 1983, onde veio a desenvolver toda a sua carreira profissional. Nesta instituição foi, nos últimos oito anos, vice-reitor para a Educação e vice-reitor para o Ensino e a Investigação.

Por outro lado, lecionou em diversas universidades portuguesas e estrangeiras. Foi consultor do Ministério da Educação e dirigiu vários projetos de investigação, apoiados por agências nacionais e internacionais. É autor de numerosos livros, capítulos de livros e artigos. Coordenou projetos de cooperação para o desenvolvimento em Timor-Leste. Foi presidente da Associação Portuguesa de Linguística, diretor da Revista Portuguesa de Educação e cofundador da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, da Littera - Associação Portuguesa para a Literacia e da Sociedade Portuguesa de Didática das Línguas e das Literaturas.