“O Chaves ganhou justamente. Não há muito a acrescentar”, disse Manuel Machado

  • Publicado em Desporto
Técnico do Moreirense conformado com o resultado

Manuel Machado mostrou-se conformado com a derrota desta segunda-feira à noite em Chaves, por 3-0, e defendeu a atuação do videoárbitro, que assinalou uma grande penalidade para os flavienses.

“Quando se perde 3-0 é de bom tom dar os parabéns ao adversário, neste caso o Chaves. Ganhou justamente. Não há muito a acrescentar. Relativamente ao jogo, tínhamos um plano, semelhante ao que apresentámos no Estoril, de dar a bola ao adversário e tentar jogar no contra-ataque. A recuperação de bola fez-se muito perto da nossa baliza. O Chaves teve a posse mais próxima do último terço. O resto foi muito consentido. Era importante marcar primeiro. O penálti é justo. O videoárbitro foi pouco amigo, esperemos que possa vir a ser amigo e que haja um critério estabilizado e coerente. O jogador tem o braço aberto e fez-se verdade quando o árbitro se socorreu dessa ferramenta”, disse o treinador do Moreirense.

“O segundo tempo é diferente, expusemos um pouco o nosso meio campo e, em duas perdas de bola, permitimos ao Chaves fazer duas transições rápidas, dois momentos de finalização. É um mundo ao contrário, não era o que queríamos. Ao Chaves desejamos muita sorte para o campeonato”, finalizou Manuel Machado.