Romance sobre idosos apresentado em Guimarães (vídeo)

  • Publicado em Cultura

“Uma História de histórias de solidão”, assim descreveu Isabel Fernandes a obra “Logo à noite, no Jerónimo”, da autoria de António M. Oliveira, que retrata a solidão e as relações entre idosos. A Diretora do Museu de Alberto Sampaio, Paço dos Duques de Bragança e Castelo encarregou-se de apresentar o livro numa sessão que despertou o interesse de muitos vimaranenses, no Palacete da Praça de S. Tiago, esta quarta-feira, 21 de março, por ocasião do Dia Mundial da Poesia.

A Câmara Municipal de Guimarães, através da Divisão de Ação Social, promoveu a iniciativa tendo como exemplo a mensagem que está direcionada à população idosa, onde são muitos “os que fazem da solidariedade e partilha uma forma de vida”, registou a vereadora da Câmara Municipal, Paula Oliveira.

O escritor, António M. Oliveira, esclareceu que as histórias compiladas no mais recente livro “são histórias de pessoas que existiram” e fazem da “amizade um modo de partilha e convívio”. O autor, um reconhecido nome do jornalismo português, em especial da RTP, congratulou-se pela oportunidade de partilhar a sua obra com os vimaranenses e disponibilizou-se para colaborar, com a sua presença, com as instituições de solidariedade social do concelho de Guimarães.

“Logo à noite, no Jerónimo!” é o quinto livro publicado por António M. Oliveira, uma edição da Seda Publicações, depois de “O que resta de Deus – uma estória de desencantos”, “Nove contos menos, mais um”, “Pedra d’Agua” e “Nunca mais tenho flores à sexta-feira!”.

 

[ Formato Sapo.pt ]

 

[ Formato YouTube.com ]