Vitória. João Aurélio nega envolvimento em viciação de resultados

  • Publicado em Desporto
Jogador sublinhou ser "completamente inocente"

O lateral direito do Vitória, João Aurélio, negou qualquer envolvimento num esquema de viciação de resultados em benefício do Sporting, como foi noticiado na quarta-feira.

"Face às notícias veiculadas pelos órgãos de comunicação social, envolvendo o meu nome, sou a informar que as nego veementemente, pois sou completamente inocente. Desconheço, por completo, as razões para as referências ao meu nome. Não conheço, não sei quem são e nunca tive qualquer contacto ou qualquer abordagem, por parte desses nomes indiciados nas notícias, alegadamente relacionados com o Sporting", lê-se em comunicado.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve quatro pessoas na quarta-feira, incluindo o diretor para o futebol do Sporting, André Geraldes, e efetuou buscas na SAD do Sporting, em Lisboa, por “suspeitas de corrupção ativa”, no âmbito de uma operação denominada «Cashball».

"Estranhando que, até este momento, nunca tenha sido chamado a prestar declarações às entidades competentes, informo que instruí o meu advogado para agir judicial e criminalmente contra todos aqueles que, por qualquer forma, lançaram ou difundiram essas falsas insinuações", acrescenta João Aurélio, exigindo celeridade ao Estado e às autoridades judiciais no apuramento da verdade de forma a retirar o seu nome do que classifica de «lamaçal».

O jogador termina agradecendo as manifestações de apreço e solidariedade de que foi alvo, nomeadamente de colegas de profissão, Sindicato dos Jogadores, e em especial do Vitória, clube que diz representar "com enorme orgulho e respeito".

A investigação da PJ levou à detenção do «team manager» do Sporting, André Geraldes, e também de Paulo Silva, suposto intermediário em casos de alegada corrupção em jogos de andebol e de futebol, e de João Gonçalves e Gonçalo Rodrigues, funcionário do clube.

Segundo o Correio da Manhã, a investigação do Ministério Público incide sobre vários jogos de futebol, nomeadamente o da terceira jornada da I Liga desta época, entre o Vitória e o Sporting, que os «leões» venceram por 5-0.

O jornal cita conversações que alegadamente implicam o defesa João Aurélio, jogador do Vitória que terá sido aliciado para facilitar o triunfo do clube lisboeta.

Além deste, estarão também em causa os restantes cinco jogos do Sporting nas seis primeiras jornadas na presente época da Liga, com Desportivo das Aves, Vitória de Setúbal, Estoril Praia, Feirense e Tondela.

Os arguidos deste caso estão detidos nas instalações da PJ do Porto e deverão ser ouvidos na quinta-feira no tribunal de instrução criminal.