Em Portugal são as mães que faltam ao trabalho para cuidar dos filhos

  • Publicado em Atualidade

Apenas 15% dos pais pedem apoio para assistência aos filhos. Portugal é o quarto país da União Europeia mais desigual quanto às lides de casa.

É, duplamente, uma dor de cabeça para muitos pais. Sobretudo para as mães. Ao filho pegou-lhe uma daquelas "ites" - otite, faringite, laringite... - e a criança não pode ir para a creche ou para a escola. Invariavelmente, falta a mãe ao trabalho para ficar em casa a cuidar do menor. No ano passado, apenas 15% dos pais requereram, junto da Segurança Social (SS), o subsídio para assistência a filho a que têm direito. Os restantes 92 371 requerimentos foram apresentados por mães.