Emigração portuguesa atingiu o valor mais baixo desde 2013

  • Publicado em Atualidade

Emigração portuguesa atingiu o valor mais baixo desde o pico máximo registado em 2013. Até mesmo no Reino Unido, que continua a ser o principal destino, o número de portugueses desceu e isso não acontecia há seis anos.

Há três anos que a emigração portuguesa está a descer. Depois de se atingir o pico de saídas em 2013, quando emigraram 120 mil portugueses, todos os anos os números têm vindo a baixar e as novas estimativas do Observatório da Emigração confirmam-no: em 2016 emigraram 100 mil portugueses e a principal novidade é que, pela primeira vez em seis anos, até mesmo Reino Unido recebeu menos portugueses.

“A emigração cresceu até 2013 e a partir daí começou a descer lentamente, com cerca de 115 mil saídas em 2014 e cerca de 110 mil em 2015. Em 2016 estimamos que tenham sido 100 mil”, avança ao Expresso Rui Pena Pires, coordenador do Observatório da Emigração, que participou esta quarta-feira num seminário sobre emigração e imigração em Portugal, no Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT-ULisboa), onde foi lançado o relatório “International Migration Outlook 2017” da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico).