Guimarães. Nova VMER chega ao Hospital Senhora da Oliveira esta quinta-feira

  • Publicado em Atualidade
Pelas 12 horas

A nova Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) chega ao Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães (HSOG) esta quinta-feira, 07 de dezembro, por volta das 12 horas. Para marcar esta ocasião, teremos um momento de receção à mesma, junto à base da VMER / INEM, situada nas instalações do Hospital.

Recorde-se que a chave desta nova VMER foi entregue pelo INEM ao Hospital no passado dia 22 de novembro, numa cerimónia ocorrida no Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca, na Amadora. Tendo, entretanto, sido preparada para o transporte até ao Hospital. Esta nova viatura trará melhores condições para a assistência rápida aos cidadãos da região, estando devidamente apetrechada com todos os equipamentos necessários.

É uma viatura de intervenção pré-hospitalar, operada por uma equipa de médicos e enfermeiros com formação específica em assistência pré-hospitalar ministrada pelo INEM. Destina-se ao transporte rápido de uma equipa ao local onde se encontra o doente. Esta equipa é constituída por médico e enfermeiro, dispõe de equipamento para o Suporte Avançado de Vida em situações do foro médico ou traumatológico, presta socorro no local de ocorrência e, caso se justifique, o transporte assistido das vítimas para o hospital. A viatura apenas é acionada em situações cujos critérios assim o justifiquem, atuando na dependência direta do Centro de Orientação de Doentes Urgentes – CODU –, ou seja, é o CODU que define se há ou não necessidade da equipa se dirigir para o local da ocorrência. Por ser assim, a VMER é ativada através do número europeu de socorro – 112.

Esta nova viatura vem substituir a que ainda está no ativo. Em Guimarães, a VMER iniciou atividade a 03 de Novembro de 2003. Até ao momento, a VMER tem contabilizadas 23.617 ocorrências, tendo prestado assistência a um total de 26.786 vítimas. Tem um quadro de 20 médicos e 20 Enfermeiros e uma taxa de operacionalidade, nos 14 anos de existência, de 100%, sem nunca ter ficado um único turno inoperacional por falta de tripulação Médico/Enfermeiro.

A sua zona de atuação assenta predominantemente sobre a área de influência direta do HSOG: Guimarães, Fafe, Vizela, Cabeceiras de Basto e Mondim de Basto. No entanto, opera ainda em áreas limítrofes: Felgueiras, Famalicão, Santo Tirso e Celorico de Basto.

[ Artigo originalmente publicado no dia 06.12.2017 e atualizado esta quinta-feira, 07.12.2017 ]