Há 50% de hipóteses de as máquinas superarem os humanos no trabalho em 2061

  • Publicado em Atualidade

Daqui a sete anos as máquinas vão traduzir melhor do que profissionais humanos, daqui a cerca de 30 poderão escrever romances e realizar cirurgias complexas, e dentro 120 anos farão qualquer tipo de trabalho na perfeição. Os números são de um inquérito global a 352 especialistas de inteligência artificial em todo o mundo, realizado pelas universidades de Oxford e Yale ao longo de 2016. As conclusões, que já tinham sido parcialmente divulgadas em Maio, foram publicadas nesta quinta-feira.

O objetivo era avaliar quanto tempo falta para se atingir a “inteligência artificial de alto nível”, que é definida no relatório como "o momento em que as máquinas conseguem desempenhar qualquer tarefa, sem ajuda, de forma melhor e mais barata que os trabalhadores humanos". Em média, os investigadores inquiridos acreditam que há 50% de hipóteses de a inteligência artificial ultrapassar a inteligência humana em todas as tarefas nos próximos 45 anos e de automatizar todos os trabalhos nos próximos 120 anos.