Dança. Guimarães recebe a estreia absoluta da nova criação de Rui Horta

  • Publicado em Atualidade
Peça será apresentada no Centro Cultural Vila Flor

O Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor vai receber a estreia absoluta da nova criação de Rui Horta, um solo, interpretado pelo próprio. Após 30 anos de ausência, Rui Horta regressa ao palco em Guimarães, com duas apresentações do espetáculo, uma decorreu na quinta-feira e a segunda este sábado, a partir das 22 horas. 

«Vespa» é uma peça de dança sobre uma cabeça a explodir, sobre o que nem sequer falhámos porque nos coibimos de cumprir. Na dupla condição de voyeur, a do outro e a de si próprio, o público compõe o tétris do personagem em cena, desafiando a sua própria conceção do registo público e privado. 

Este solo é uma possibilidade, uma fractal, marca fugaz. Rui Horta é um veterano selvagem. Só essa condição lhe permite, hoje, a ousadia e a obstinação de voltar ao palco após 30 anos de ausência.
Ou é, ou não é. Então, que seja. Que haja luz, fogo, dor e, sobretudo, corpo. Que haja um raio que ilumina e destrói. Mas que haja. Que seja. Uma vespa dentro da cabeça, um zumbido a roer o pensamento.

[ Artigo originalmente publicado no dia 16.04.2016 e actualizado este sábado, 22.04.2016 ]