Adeptos do Moreirense receberam em festa os campeões da Taça da Liga (fotos)

  • Publicado em Atualidade
Festa em Moreira de Cónegos

Cerca de dois milhares de adeptos receberam hoje o Moreirense, novo detentor da Taça da Liga, apontando a "valentia" como receita para a vitória de domingo no Algarve.

Nas bancadas, lia-se numa faixa "Trabalho, Dedicação, História", uma filosofia repetida por adeptos, técnicos, jogadores e dirigentes, ao explicarem a conquista histórica do primeiro grande troféu do Moreirense.

"Estas coisas numa realidade como a nossa são mesmo milagres. Mas prova de que é possível criar condições para que os pequenos também possam crescer. Eles [clubes de maior dimensão] têm muitas coisas: receitas de TV, muitos sócios... Nós nem publicidade nas camisolas temos", disse o presidente do Moreirense, Vítor Magalhães.

Já o técnico que conduziu o Moreirense a esta conquista, Augusto Inácio, sintetizou a receita: "Trabalho, dedicação e um grande espirito de grupo. A confiança tem de estar sempre presente".

A taça que foi erguida vezes sem conta hoje, primeiro no centro de Guimarães, numa receção promovida pela Câmara Municipal, e depois no Comendador Joaquim de Almeida Freitas, foi conseguida graças à grande penalidade convertida por Cauê aos 45+1 minutos de um jogo em que do outro lado do campo estava o favorito Sporting de Braga, vencedor do troféu em 2012/13.

Mas o médio brasileiro dos Cónegos recusa receber elogios e palmas isoladamente e alinha pelo diapasão dos dirigentes e técnicos sobre o foco do Moreirense ao descrever esta taça como "histórica" para um clube de uma vila pequena.

"Sou um dos responsáveis. Bato o penalti e converti. A sensação é a melhor possível porque apesar de sermos pequenos, sabemos do carinho dos adeptos com o clube e sabemos que estão felizes e que este título seria importante", disse o jogador.

O Moreirense é, a nível nacional, o quarto detentor da Taça da Liga. Para chegar à final derrotou, entre outros, o FC Porto na fase de grupos e o Benfica nas meias-finais.

Este é o sexto título do emblema de Moreira de Cónegos, que soma dois títulos de campeão da II Liga (temporadas 2013/14 e 2001/02) e três títulos no terceiro escalão, atual Campeonato de Portugal.