Pedro Martins diz que Vitória precisa de “controlo emocional” frente ao Boavista (vídeo)

  • Publicado em Atualidade
Jogo no Bessa realiza-se este sábado

O treinador do Vitória, Pedro Martins, considerou esta sexta-feira que a sua equipa deve encarar o jogo com o Boavista, da 13.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, com "máxima concentração" e "controlo emocional".

Os vitorianos regressam ao Estádio do Bessa no sábado, menos de um mês depois de terem lá vencido por 2-1, após prolongamento, para a Taça de Portugal, e o técnico avisou que os jogos no reduto ‘axadrezado’ são sempre "intensos" e "fortes", o que vai obrigar os seus jogadores a abstraírem-se de "tudo o que seja exterior".

"É um jogo de campeonato que vai exigir máxima concentração, foco única e exclusivamente no jogo, controlo emocional, qualidade, ter paciência, ter momentos em que temos de ter capacidade de sofrimento. Acima de tudo, precisamos de controlo emocional", disse, na conferência de imprensa de antevisão ao desafio.

O treinador realçou que tanto o Vitória, como o Boavista "querem proporcionar um bom espetáculo" e reconheceu que, durante a semana, os seus jogadores treinaram, sobretudo, "as fases e os momentos do jogo" para corrigir os golos sofridos nos minutos finais perante o Tondela (derrota por 2-1) e o Chaves (1-1).

"Sabemos que há momentos em que infelizmente acontece, ou felizmente, porque fazem parte do futebol. Para nós, infelizmente, mas, quando isto acontece, toda a gente gosta porque é nisso que o futebol é apaixonante. Não estávamos a gerir da melhor forma aquilo que pretendíamos", admitiu.

Pedro Martins disse estar "à vontade" com Hugo Miguel, árbitro nomeado para o duelo com os boavisteiros, que, a seu ver, é um juiz que "deixa jogar imenso", "justo" e "rigoroso", e reconheceu ainda ter-se excedido nas críticas a Fábio Veríssimo, árbitro do jogo anterior, com o Chaves.

"O Fábio tem qualidade e já provou que pode fazer mais, no entanto reconheço que me excedi. Nem tão pouco quis colocar em causa a dignidade nem fugir às responsabilidades do jogo menos conseguido da nossa parte", admitiu.

O técnico confirmou ainda que Marega vai ser convocado, após três jogos de suspensão, mas recusou adiantar se vai ser titular ou não, tal como o lateral-esquerdo que vai substituir o castigado Rúben Ferreira.

Pedro Martins defendeu que o clube tem "soluções para resolver" a ausência do lesionado Rafael Miranda, substituído nos dois últimos jogos por João Aurélio, apesar de ter reconhecido que a equipa estava "rotinada" com a forma como o médio "conseguia gerir as fases do jogo".

"Temos o Mbemba que é um jovem e vai ter a sua oportunidade. Tem um perfil muito interessante para a dinâmica que pretendemos. O próprio Tozé já jogou ao lado do João Pedro. O plantel dá-nos garantias e opções para continuarmos com a mesma qualidade", esclareceu.

O Vitória, quinto classificado, com 21 pontos, defronta o Boavista, 13º, com 13, pelas 20:30 de sábado, no Estádio do Bessa, no Porto, em jogo que será dirigido pelo árbitro Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa.