Férias. GNR inicia esta sexta-feira nova fase da operação «Hermes»

  • Publicado em Atualidade

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensifica, a partir desta sexta-feira, e até ao próximo domingo, as ações de patrulhamento, nas principais vias de ligação a locais de férias, no âmbito da operação «Hermes - Viajar em Segurança».

A GNR vai prestar ainda "especial atenção" às fronteiras terrestres, para apoiar, em particular, as entradas de emigrantes em território nacional, de acordo com o comunicado divulgado por aquela força de segurança.

A GNR aconselha todos os condutores, o descanso, antes da viagem, para evitar a fadiga, a não ingestão de bebidas alcoólicas e a execução de uma revisão ao seu veículo, de modo a assegurar de que se encontra "em condições para fazer a viagem".

O acondicionamento da carga, sem interferir com o campo de visão do condutor e sem constituir perigo para os ocupantes, o cumprimento dos limites de velocidade, a utilização do cinto de segurança, por todos os passageiros, o uso de cadeirinhas apropriadas, para o transporte de crianças e a não utilização de telemóveis, durante a condução, são outros conselhos da GNR aos viajantes.

A GNR recorda ainda que devem ser evitadas "manobras perigosas de ultrapassagem, de mudança de direção, de inversão do sentido da marcha", apela à manutenção da distância de segurança em relação ao veículo da frente e a importância de serem feitas paragens de 15 ou mais minutos, de duas em duas, horas para descanso.

O balanço da primeira fase da operação Hermes, que decorreu no primeiro fim de semana de julho, elevou-se a sete mortos, mais quatro do que em 2015, e 530 acidentes, menos 21 que no ano passado.

Vinte e cinco feridos em estado grave (menos um do que em 2015) e 170 pessoas com ferimentos ligeiros (menos 51) foram também contabilizados durante os três dias da operação, de acordo com os números então divulgados pela GNR.

Ao longo da operação, a GNR deteve 136 condutores, dos quais 110 por condução com taxa de alcoolemia (TAS) igual/superior a 1,20 gramas por litro de sangue e 26 por falta de habilitação legal para conduzir.

Foram ainda detetadas 3,254 infrações, designadamente 1.557 por excesso de velocidade, 316 por condução com TAS superior ao permitido por lei, 170 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou cadeira para bebés e 110 por uso indevido de telemóvel durante a condução.

A próxima fase da operação inicia-se sexta-feira e decorre até domingo, seguindo-se os fins de semana de 12 a 15 de agosto e de 26 a 28 de agosto, respetivamente.